Startup portuguesa apresentada na Web Summit

A startup portuguesa BIOS tem como objectivo diminuir o CO2.


Começou esta segunda feira a considera maior cimeira de tecnologia, inovação e empreendedorismo, a Web Summit. Sendo o melhor palco para diversas startups que que desejam apresentar as suas mais valias nas áreas de conhecimento e atividades económicas.

O evento irá contar com a apresentação de uma nova startup portuguesa que tem como objetivo diminuir o CO2.

A startup é a BIOS, fundada por Michael Parkes, uma empresa que está a trabalhar um conceito que consolida os sistemas de gestão de energia de edifícios com a agricultura em ambiente controlado como uma tecnologia de baixo carbono.

O objetivo da BIOS, é promover o cultivo de plantas, utilizando fluxos de energia desperdiçados, que reduzam a pegada de CO2. Através de uma tecnologia de utilização e sequestração de dióxido de carbono que irá inclusive permitir, no futuro, a existência de edifícios de produção negativa de carbono.

Será feito um teste piloto, no campus da Universidade Nova de Lisboa. O projeto conta com o financiamento da Fundação Gulbenkian, a validação cientifica está a ser efetuada com a parceria do Instituto Superior Técnico, onde o fundador do projeto – Michael Parkes realiza o seu doutoramento em sistemas sustentáveis.

Saiba mais acerca da Web Summit no website oficial: https://websummit.com/

 

Related Posts

Leave a Comment